29.1 C
João Pessoa
terça-feira, setembro 20, 2022
- Anúncio -spot_img
InícioDestaqueAumenta incidência de câncer colorretal em jovens

Aumenta incidência de câncer colorretal em jovens

Artigo publicado, em abril/2022, no conceituado The New England Journal of Medicine, mostra aumento na incidência de câncer colorretal em pessoas com menos de 50 anos de idade, considerados jovens, uma vez que é uma doença de maior prevalência em pessoas na terceira idade.

Intitulado “Aumento da incidência de início precoce do câncer colorretal”, o artigo é fruto de estudos comparativos de dados norte-americanos. Não existe, até o momento, estudo semelhante no Brasil, porém, tem sido cada vez mais comum o diagnóstico de câncer colorretal em jovens. Essa nova realidade já vem sendo percebida no Hospital Santa Rita, maior complexo oncológico do Espírito Santo, que tem registrado aumento do câncer de cólon e de reto em pacientes em idade precoce.

Em 2012, o setor de Registro de Câncer do Hospital constatou 40 novos casos de câncer colorretal em pessoas com 49 anos de idade ou menos. Em 2020, oito anos depois, foram registrados 46 novos casos. Aparentemente o aumento é tímido, mas significativo e preocupante, em se tratando de uma doença grave como o câncer.

A prevalência continua sendo em pacientes acima dos 50 anos de idade. Somando todas as faixas etárias, em 2012 o Santa Rita registrou 154 casos e, em 2020, 227 novos casos de câncer colorretal. Esses registros absolutos mostram, inclusive, que esse tipo de câncer vem crescendo com o passar dos anos.

Aumento na incidência

De acordo com o oncologista clínico do Hospital Santa Rita, Dr. Loureno Cezana, o câncer colorretal é aquele que surge no intestino grosso. Os estudos norte-americanos mostram que, de 1988 a 2015, ocorreu aumento de 63% na incidência desse tipo de câncer em pessoas com menos de 50 anos de idade.

A previsão para os próximos 10 anos é de que 25% dos tumores de reto, por exemplo, apareçam em pessoas com menos de 50 anos de idade e o tumor colorretal aumentará, consideravelmente, chegando a mais que dobrar em 2030.

A previsão do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para novos casos de câncer de cólon e reto neste ano de 2022, no Brasil, é de 40.990.

De acordo com Cezana, o tumor coloretal é o terceiro que mais mata, incluindo homens e mulheres. Os indicativos sugerem, também, uma considerável sobreposição com fatores de risco para o surgimento do tumor colorretal, entre eles, hábitos alimentares incorretos que podem alterar a flora intestinal e resultar em inflamação crônica e o surgimento de tumores malignos.

Registros do Hospital Santa Rita de novos casos de câncer colorretal em pacientes com até 49 anos de idade
2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020
40 42 33 36 51 49 53 39 46

Registros do Hospital Santa Rita de novos casos de câncer colorretal em pacientes com até 80 anos de idade ou mais
2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020
154 163 136 151 188 177 198 204 227

Principais causas dos tumores colorretais

• Aumento do consumo de alimentos processados
• Aumento do consumo de açúcares ultraprocessados
• Obesidade
• Casos hereditários

Como detectar precocemente a doença
• Realizar exames de rastreamento, como colonoscopia, em pacientes acima de 45 anos ou com 40 anos de idade com forte história familiar
• Sempre abordar esse tema e a melhor forma de prevenção e rastreamento com o seu médico, especialmente nas famílias com diagnóstico desta enfermidade.

- Advertisment -spot_img

MAIS POPULAR

Comentários